AMY JADE WINEHOUSE

Como todo bom apreciador de música, não posso deixar de falar um pouco sobre essa doidinha que animou muitas festinhas e pistas de dança, AMY WINEHOUSE, encontrada sem vida em seu apartamento em Camdem (bairro em Londres) no último sábado dia 23/07.
 
Na véspera, Amy, ao que tudo indica, estava deprimida e tomou um cocktail de drogas bem forte. Seu último relacionamento, com o diretor de cinema REG TRAVISS, terminara recentemente…ao que parece Reg não aguentou os vícios e recaídas da cantora. Eles estavam juntos de 2009 quando Amy se separou de seu companheiro BLAKE FIELDER-CIVIL, que assumiu publicamente ter iniciado a cantora nas drogas pesadas.
 
Nascida no subúrbio de Londres no dia 14 de Setembro de 1983, de familília judia, começou cedo e aos 10 anos já queria cantar. Em 1996, aos 16 anos, já conseguia fazer isso em pubs e então mandando demos para algumas gravadoras logo conseguiu contrato com a gravadora ISLAND para gravar seu primeiro álbum, FRANK, que saiu em 2003. O trabalho conseguiu destaque nas paradas inglesas e já mostrava o talento da cantora e compositora mas só foi reconhecida mundialmente com o lançamento de seu segundo album, BACK TO BLACK, em 2006, quando explodiu nos Estados Unidos. Infelizmente, esse tipo de coisa acontece com frequência, a maioria do mundo só ouve o que faz sucesso na terra do Tio Sam e mesmo assim, sucesso questionável em alguns casos, pois quem vende é quem é tocado nas rádios e tvs adolescentes, e na sua grande maioria esse sucesso é pago e planejado pelas gravadoras.
 
Depois do estouro mundial e do casamento com Blake em 2007, a vida dela virou um foco de mexericos e escândalos, com internações em clínicas, prisões e até um vídeo, que chocou o mundo, no qual era mostrado Amy se drogando. Chegou a apresentar-se bêbada em várias ocasiões, esquecendo-se das letras e até a caindo no palco. Foi também proibida de entrar nos Estados Unidos para participar da cerimônia do Grammy em que iria cantar. Blake, hoje ainda preso, se diz chocado com a morte da ex e está inconsolável, arrepende-se dizendo que o crack acabou destruindo o forte amor que eles tinham e a vida deles juntos então desmoronou.
A música de Amy já domina as paradas da Inglaterra novamente, chega-se a falar que ela deixou material gravado para 3 cds… desde quando começou a trabalhar em 2008 num terceiro álbum, com várias interrupções e muito material descartado pela gravadora, até 2010 quando retomou o trabalho. Acessos na web atrás de vídeos e sites relacionados a cantora também explodiram desde sábado.
 
Vamos provavelmente esperar até o final do ano para ouvir alguma coisa dessas gravações, talvez no Natal quem sabe aproveitem o apelo da data para fazer isto. Mas até lá teremos várias coletâneas e re-edições com as suas gravações já editadas aparecendo por aí, boa chance de adicionar a sua discoteca alguma coisa, ou tudo, dessa ótima cantora que se foi tão cedo.
 
Para terminar aqui vai um link do site FOREVER 27 CLUB , que fala de músicos que morreram com a idade de 27 anos, como é o caso de Amy, Janies Joplin, Jim Morrison (The Doors), Jimmy Hendrix, Brian Jones (Rolling Stones), Roberto Johnson…e um forte candidato, Richey Edwards, o guitarrista do Manic Street Preachers que desapareceu com a mesma idade:
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s