HAPPINESS

Qual o seu maior defeito? Essa pergunta me foi feita outro dia durante uma entrevista. O que vc responderia? Obviamente vc já está pensando que não poderia responder qualquer coisa. Imagine se vc contasse que é bagunceiro, esquecido ou que é pouco paciente com os que convivem com vc! A sociedade exige de vc uma máscara o tempo todo. Uma máscara de FELIZ, uma de SUCESSO… uma que não mostre suas inseguranças e seus medos. Por coincidência na mesma semana recebi de uma ótima amiga um texto de Roberto Shinyashiki que falava justamente sobre essa pergunta e entre outras coisas, o quanto as pessoas são julgadas e valorizadas pelas aparências! E assim sendo como elas não conseguem nem SER elas mesmas, nem TER tudo, o objetivo da vida da maioria se tornou simplesmente PARECER… 
A sociedade nos cobra sermos felizes todos os dias mas será que isso é real? Tenho certeza que tem aqueles dias em que vc acorda com vontade de sumir do mapa ou penetrar num universo paralelo onde ninguém va te reconhecer ou perguntar se vc está bem… um lugar que vc não precise fingir ou explicar pq não está FELIZ naquele momento. A felicidade é feita dos pequenos momentos, quem não valoriza isso dificilmente vai conseguir atingi-la. Eu posso citar um momento simples que me deixou uma lembrança FELIZ…durante uma viagem ter encontrado meu chocolate favorito embaixo do travesseiro…foi um presente de aniversário que marcou muito mais do que outros com valor monetário mas sem significado real.

 

Hoje até nos relacionamentos pessoais existe uma proteção, um distânciamento e alimenta-se um modelo errado de individualidade. Com emails e torpedos fica muito mais fácil usar máscaras e agir como covarde… ter discussoes ou até terminar uma relação, pode? É preciso ter peito para fazer o bem a uma pessoa e dizer na cara seus sentimentos, tanto no caso de se amar ou sentir falta quanto para discutir ou se chegar num final. 

 Nós seres humanos não somos perfeitos, vivemos de acertos, de erros…para que usarmos uma máscara e esconder isso ou colocar no outro a culpa que nos cabe? Tanto na vida pessoal quanto na profissional o importante é se crescemos com essas experiências. Quem não admite que erra provavelmente se considera melhor que os outros e nunca vai aprender nada pois é sempre dono da verdade.  

 

Na parte profissional uma notícia boa que li no blog de um amigo… na Alemanha já circula um projeto de lei que proíbe empresas de vasculharem os sites de redes sociais (como FACEBOOK e ORKUT) em busca de informações sobre seus candidatos e funcionários! Eu apoio 100%…afinal apesar de ser ferramenta de trabalho para muitos, é lazer para a maioria e ser analisado profissionalmnete pelas suas amizades, pelas suas preferências ou por brincadeiras não soa nada bem.

HAPPINESS is when what you think, what you say and what you do are in harmony” (Mahatma Gandhi) – Se usarmos uma máscara isso nunca será possível…

Anúncios

8 comentários sobre “HAPPINESS

  1. Oi, Ricardo, faz tempo que estou para lhe escrever algo aqui no blog. Parabéns pela constância, pelo exercício de publicação, pelo empenho e pela consistência dos assuntos. Escrever é treino e o que se nota no seu blog é que você vem soltando os dedos nas teclas. Os textos são você falando e são cada vez mais fluentes. Muito bom. Edu

  2. puts….. tenho tantos defeitos…… alguns sendo amenizados conforme vem a maturidade, outros sob constante vigilância e talvez outros que eu nem saiba!. mas quem não os tem?
    achei legal o exemplo que vc deu do chocolate embaixo do travesseiro!! é isso aí… não precisamos de grandes eventos ou acontecimentos p/ estarmos felizes, na maioria das vezes são os pequenos gestos que mais nos alegram.
    felicidade é um estado de espírito e nem todas as horas do nosso dia estamos sob esse estado…. por vários motivos… pode ser por uma dor, uma perda….. mas se la no fundo temos sempre coisas a agradecer, podemos dizer que somos pessoas felizes!
    eu por exemplo agradeço por ter sua amizade….. e sou feliz por isso!!!

  3. Cat Woman, obrigado pela sempre participação e incentivo! Não vi nenhum defeito em vc ainda! rs…mas como vc disse o importante é sempre estar sob constante vigilância e tentar melhorar onde erramos.
    Eu é que agradeço ao meu anjo da guarda por ter conhecido uma pessoa tão incrível como vc.
    Bjo

  4. Rico, vamos lá! Ler seus artigos também me estimula a comentá-los 🙂
    Recentemente, eu e minha equipe utilizamos o Facebook e o Orkut para considerar candidatos a um estágio. É uma ferramenta interessante e dá para fazer uma boa análise do indivíduo. Eu considero que se a gente registra fatos e fotos e libera o acesso para TODOS do mundo virtual, estamos colocando a cara, “pra não dizer a bunda”, na janela. Então, nesse ponto, bastaria que em nossos sites de relacionamento não abríssemos as porteiras para os desconhecimento e mantivéssemos nosso círculo de amigo sob controle.
    E ainda nesse episódio de seleção de pessoas, eu mesmo fiz a pergunta a respeito dos defeitos dos candidatos e diante de resposta como “sou muito exigente comigo mesmo” ou “levo muito tempo para entregar uma tarefa pq quero fazê-la da melhor maneira possível” eu simplesmente contestava e repetia a pergunta com bom humor fazendo o candidato crer que ele estava adivinhando a minha próxima pergunta que seria saber dele suas qualidades positivas. A gente deve dizer sim aquilo que não gosta ou que não tolera, afinal “we are no angels” , e no dia-a-dia profissional não vai dar pra fazer tudo certinho, com qualidade e no tempo previsto se ainda tivermos que manipular as máscaras… Acho que meu chefe imediato e o pessoal que lida comigo sabe muito bem me descrever ou me avaliar pela cara com que chego de manhã.
    E você que é meu amigo, sabe muito bem que eu puxo a galera e peço ombro toda vez que eu preciso 🙂
    Abraços e até o seu próximo texto!

    • Hahaha, é vc está do outro lado da mesa. Mas eu escrevi sobre o lado dos mortais, rs. Na verdade resolvi escrever o Post depois de ler alguns artigos do Roberto Shiniashiki, que é médico-psiquiatra e tem Administração e Gestão de Negócios tb em seu cv. Me identifiquei muito com algumas coisas que ele fala e a maneira como me senti na entrevista: totalmente despreparado e fiquei na defensiva pois na verdade meu maior defeito então seria ser muito transparente sempre e ser pego de surpresa não é uma excessão. Bom, mas vamos marcar uma conversa de bar!! Faz tempo que não filosofamos juntos!! rs
      ah, e a questão dos sites sociais acho que fica parecendo um guarda escondido a procura de um infrator…acho que se as pessoas bloquearem as coisas perde um pouco a coisa do lazer, da paquera. Eu não ligaria se alguém olhasse o meu mas acho errado, existem pessoas que tem posições em empresas e não podem ter uma vida normal e se expor por conta disso, entende em que ponto quero chegar? Sei que não é o seu caso qdo avalia alguém mas é o de muitos recrutadores. Afinal! Quando vamos papear?? Pelo visto vamos ter horas de conversa!! rs

  5. Rico:
    Parabéns, seu texto traz várias ideias e considerações.
    Nas entrevistas profissionais, acho q é necessário o uso
    de máscaras mesmo. Vc entregar o “ouro ao bandido”…..
    O ruim é qdo as pessoas permanecem com máscaras
    nas relações familiares e pessoais; o fim da picada
    mesmo é usar de máscaras q escondem sua verdadeira
    identidade diante da pessoa amada!
    Sucesso com o blog e continuemos a “troca de figurinhas”
    virtuais e blogueiras!
    bjs
    Maurício
    Mellone

  6. Rico, eu tb acredito no poder dos minutos garantindoa a intensidade de um momento feliz, fiquei a vida toda esperando por esse momento dentro de um relacao plastica, ansiosa e contando que minha felicidade era realmente aquilo, hoje consigo ver meu apriosamento de sentimentos e
    em meio a uma situcao de necessidade afetiva descobri o quanto vivi infeliz em busca de um beijo que fizesse meu coracao acelerar minhas pernas ficarem mole e meu mundo pudesse ser por um minuto encantado.
    Bljs
    Fred ledo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s