NINE

Do mesmo diretor de Chicago (Rob Marshall), mais um musical adaptado da Broadway. O filme traz um elenco de mulheres lindas…é difícil escolher ali, todas dão um show de interpretação, mesmo que, com excessão de Fergie, não sejam cantoras por profissão, seguram a bola muito bem. Daniel Day-Lewis (52) faz um diretor famoso mas decadente do cinema italiano que está tentando fazer um novo filme para voltar ao sucesso que o fez perder o verdadeiro sentido da vida. As mulheres do filme vão dar a ele a lição que ele precisa para ele repensar sobre maneira egocentrica que ele tem vivido. Todas de uma forma ou outra fizeram ou fazem parte da sua vida…Judi Dench (75) sempre irônica e forte faz a figurinista amiga e confidente, Sophia Loren, que faz a mãe, quase não se mexe apesar de ter os mesmos 75 anos de Judi Dench, Fergie (34) está ok  mas não da para avaliar seu talento como atriz. O bom mesmo fica com as outras…que cantam a verdade para Daniel…primeiro Penélope Cruz (35) como amante, da um show de sensualidade numa música estilo cabaret,  Kate Hudson (30, que está a cara da mãe Goldie Hawn) faz uma jornalista e canta a música mais animada do filme se saindo muito bem na dança também, Nicole kidman (42) faz uma musa do cinema italiano, linda como sempre canta com uma interpretação muito forte e finalmente a esposa, Marion Cotillard (34, de Um Bom Ano e Piaf) está lindíssima também com a interpretação mais tocante do filme, canta com profundidade palavras que nos faz pensar no significado do Amor. Eu gostei muito mas é um filme para aqueles que apreciam musicais! Aí vai o link da música da Kate Hudson para quem quiser ouvir ou baixar: http://www.4shared.com/file/184690192/173bacb/Kate_Hudson_-_Cinem_Italiano__.html?s=1

Anúncios

Um comentário sobre “NINE

  1. Apesar do apelo metalinguístico e de um elenco feminino de arrebatar, o musical é pouco memorável. O diretor se equivoca ao escolher Daniel Lewis (Guido), ele não tem voz, nem ginga musical. Os únicos números que funcionam são “Be Italian (Fergie)” e “Cinema Italiano (Kate Hudson)”. Já a única personagem com vida é a esposa, estonteante e que arrasa nas duas aparições musicais, assim, o diretor desperdiçou a presença de Penélope, Nicole, Judi e Sophia. È pouco para filme com tantas ambições.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s